Colunistas

Bruno Negromonte (brnegromonte@bol.com.br) - Pernambucano, Negromonte é pós-graduado na área educacional e eterno aprendiz em comunicação social como costuma dizer. Em 2008 decide criar o "Musicaria Brasil", espaço musical virtual com o intuito de abarcar e difundir os mais variados estilos e tendências da música brasileira a partir de uma proposta diferenciada enfatizando vertentes pouco exploradas. Desde então o espaço procura atender a expectativa do seu público leitor a partir da colaboração de literatos, pesquisadores, músicos e jornalistas sempre sob a égide da coerência musical a qual se propôs. Hoje, além do posto de pesquisador, editor e colaborador do site, Bruno assina duas colunas semanais sobre música em dois distintos espaços virtuais. Às quintas, desde o ano de 2011 sob a supervisão do editor-chefe e escritor Luiz Berto, assina a coluna “Prosódia Musical” no Jornal da Besta Fubana; às sextas marca presença no Blog do Lando, do jornalista paulista Orlando Silveira, em uma coluna que leva seu nome. Atualmente, além de assinar reportagens exclusivas aqui no espaço e ser titular da coluna "Histórias e estórias da MPB", Bruno vem incursionando também pelo universo literário com títulos invariavelmente ligada à música. Sua bibliografia já conta com os títulos "A contemporaneidade e o paralelismo dentro da Música Popular Brasileira", lançado através da editora AGBook, lançados em dois volumes e que podem ser adquiridos AQUI.


Fábio Nunes (@fabiosummitphoto) Geógrafo pernambucano formado pela Universidade Federal de Pernambuco; Montanhista e Fotógrafo outdoor, especializado em fotografia de esportes na natureza. Multifacetado, atualmente vem se dedicando em capturar as emoções humanas, as expressões sócio-culturais e sócio-espaciais em seus momentos de plenitude. “Retratar a natureza, os povos e seus interesses, buscando compreender e capturar as características culturais de cada grupo, diretamente influenciados pelas paisagens em que estão inseridos, é esse olhar e essa sensibilidade que busco perceber em minha lente para poder eternizar as emoções de cada momento que nos fez humano”, costuma dizer. Recentemente Fábio resolveu associar as suas principais paixões em um só projeto, o Rumo ao Topo, que consiste em VIAJAR de bicicleta conhecendo a GEOGRAFIA de cada lugar, FOTOGRAFANDO as paisagens, as pessoas e suas diferentes culturas, especialmente retratar os povos que vivem nos arredores das maiores montanhas do continente Americano, as quais, Fábio pretende ESCALAR e produzir um compendio fotográfico da suas aventuras. Somando forças ao Musicaria Brasil, Fábio nos proporcionará a possibilidade de enxergarmos para além do que se vê a partir de pilaes essenciais para um bom registro fotográfico como observaremos em sua coluna semanal.



Fabio "Passa Disco" Cabral (http://www.passadisco.com.br/) - Apaixonado por música, Fabio Cabral é também um excelente colecionador de situações inusitadas recolhidas a partir de sua rotina como dono de loja de discos (coisa rara nos dias atuais onde o mercado fonográfico passa por um verdadeiro realinhamento devido as novas tecnologias). A sua história com a música vem de longas datas, quando em suas remotas reminiscências de menino interiorano, lembra que mesmo sem equipamento de som em casa podia ouvir os mestres do frevo pernambucano na voz do mestre Claudionor Germano a partir da radiola da vizinha. Com o passar do tempo essa paixão foi substanciando-se de diversos modos até que, quando a frente do bar e restaurante Rei do Cangaço iniciou um vínculo com cantores e grupos locais. Pronto, estava aí o cerne daquilo que viria a se tornar a sua Passa Disco, loja nascida em 2003 quando o mercado de discos no Brasil já começava a dar os primeiros sinais de retração. Voltada para um público exigente, a loja que funciona no Shopping Sítio da Trindade, no bairro recifense do Parnamirim, tem um acervo substancialmente de música pernambucana e MPB, e virou um reduto para os músicos lançarem trabalhos e realizarem apresentações ao vivo. Já passaram por lá nomes como Silvério Pessoa, Erasto Vasconcelos, Geraldo Maia, Alessandra Leão, Maciel Melo, Elba Ramalho, Dominguinhos, Alceu Valença, Lenine, Charles Gavin, Fausto Nilo e tantos outros. Hoje Fabio conta também com um selo homônimo por onde já lançou distintos projetos como as coletâneas "Pernambuco cantando para o mundo", "Pernambuco frevando para o mundo" e "Pernambuco forrozando para o mundo". Aqui no Musicaria Brasil, o empresário compartilhará conosco alguns relatos inusitados ocorridos ao longo de todos estes anos à frente deste regaço da música popular brasileira a partir da coluna "Gargalhadas Sonoras".


Joaquim Macedo Júnior (jmacedo@upl.com.br) -Pernambucano, "Quincas" (como por muitos é chamado), é jornalista formado pela PUC-SP e pós-graduando em Jornalismo Cultural pela FMU (Faculdades Metropolitanas Unidas). Radicado há décadas em São Paulo o jornalista traz em seu currículo as mais distintas experiências profissionais. Ainda na PUC atuou como assessor de imprensa da instituição. Soma-se ainda a sua experiência profissional duas passagens pela Câmara Municipal de São Paulo como assessor de imprensa de dois vereadores. Como assessor de Imprensa atuou no governo do Estado de São Paulo, no Diretório Estadual do PSDB em São Paulo e na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, assim como também no Idec - Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor. Conta-se também a sua passagem pela Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU/SP) como gerente de Marketing Institucional e as diversas funções exercidas nas rádios paulistas. Como repórter, redator, apresentador, noticiarista, editor e produtor trabalhou em emissoras como Eldorado, Bandeirantes, Cultura, Excelsior (atual CBN) entre outras. Atualmente, é responsável pela Assessoria de Comunicação Joframaalém de prestar consultoria jornalística e atuar como revisor, escreve semanalmente (às terças) no "Jornal da Besta Fubana" assim como também aqui no "Musicaria Brasil" aos sábados com os seus petiscos. Este ano apresenta viscerais crônicas de sua autoria no livro "São Paulo, um estado de emoções", que pode ser adquirido clicando AQUI.


Laura Macedo  (mlauramacedo@uol.com.br) - Professora aposentada da Universidade Federal do Piauí (UFPI), Laura Macedo é apaixonada, pela Cultura em geral e, em especial, pela música, tema este que vem desenvolvendo pesquisas e leituras já há alguns anos. O resultado deste trabalho de pesquisa na área musical a piauiense vem publicando em distintos veículos locais (Teresina – PI) e no Portal Luís Nassif, onde possui um blog que tem por objetivo primordial o resgate dos artistas que muito contribuíram na construção da história da Música, bem como divulgando eventos, resenhas de discos e os novos talentos que surgem no universo musical brasileiro. Como colaboradora do Musicaria Brasil, Laura assinará uma coluna semanal que buscará manter a mesma linha adotada em seu blog ao longo destes últimos anos a partir da republicação de algumas pautas. Tal contexto acaba corroborando de modo substancial para que o Musicaria Brasil mantenha a linha a qual se propõe desde o início: difundir e sedimentar o que há de mais interessante em nossa música popular brasileira desde as nossas origens até o atual cenário musical brasileiro. Ciente do poder de comunicação das grandes redes sociais, como costuma dizer, Laura abre aqui no Musicaria mais um canal de interação e divulgação de um primoroso trabalho de pesquisa ao qual vem desenvolvendo de modo singular como vocês podem conferir semanalmente em sua "Pauta Musical".


Leonardo Davino (@leonardodavino) - Paraibano, Leonardo Davino de Oliveira é licenciado em letras pela Universidade Federal da Paraíba, mestre em literatura brasileira pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) e Doutor em Literatura Comparada pela mesma UERJ. Nesta instituição, hoje atua também como professor adjunto de Literatura Brasileira. Com experiência no ensino de língua portuguesa, literatura brasileira e crítica e pesquisa das poéticas da palavra cantada, Davino faz-se mais que um "pesquisador de canções", como o definem.Ensaísta, Leonardo entre 2008 e 2010 assinou uma coluna quinzenal no Caderno de Cultura do Jornal paraibano "A União". Além disso, é autor do livro "Canção: a musa híbrida de Caetano Veloso" (que pode ser adquirido clicando AQUI), co-organizador do livro "Palavra cantada: estudos transdisciplinares" e está presente nos livros "Caetano e a filosofia", assim como também na coletânea "Muitos: outras leituras de Caetano Veloso". Além desses atributos é titular dos blogs "Lendo a canção", "Mirar e Ver", "365 Canções" e colaborador do "Musicaria Brasil".


Luciano Hortêncio (http://www.youtube.com/lucianohortencioFortalezense, advogado e defensor público do Estado do Ceará, Luciano tem como hobby "espalhar música pelos quatro cantos e aos quatro ventos", como ele mesmo gosta de dizer. E foi a partir desse hobby, que o ex-tenor e ex-coralista dos Coral do Estado do Ceará e do Coral de Câmera do Ceará resolveu incursionar pelo Youtube. Do despretensioso desejo de apenas divulgar aluns cds, Luciano criou um verdadeiro relicário musical ao dar início ao seu projeto. Hoje, com um canal homônimo ao seu nome, onde tem cerca de dez mil pessoas inscritas e já acumula por volta de quase dez milhões de visualizações dos milhares de vídeos publicados, Luciano mantem-se firme no propósito de alimentar este espaço por vídeos musicais de excelente qualidade sempre sem fins lucrativos. Sem ser excludente, o canal lucianohortencio não busca apenas divulgar aquilo que convém ao titula do espaço, mas procura dar preferência à velha e boa música brasileira assim como também aos intérpretes e compositores que estão longe da mídia corroborando de modo significativo para a memória musical do nosso país. Desse modo, Hortêncio justifica suas predileções musicais de modo sucinto: "Existem, para mim, dois tipos de música. A boa e a ruim. Opto pela primeira". Atualmente, além de se manter a frente do canal que ao longo de 2016 completa meia década de existência. O cearense é também colaborador do "Portal Luis Nassif Online" assim como também daqui, do "Musicaria Brasil" e autor do livro "Agora eu digo como diz o dito", que pode ser baixado AQUI.



Paulo Carvalho (@voteespiaso) - Costuma dizer que leva no mesmo saco chimarrão, tacacá, pão de queijo, vatapá, bode assado, jerimum, àgua de coco, e moqueca. Isso tudo em pró da integração da cultura Nacional. Este é o médico, fotógrafo, amante da boa música e da cultura popular Paulo Fernando Carvalho. Também compositor, o pernambucano é titular do blog Vôte... Espia Só e de uma coluna homônima ao seu blog no Jornal da Besta Fubana (carinhosamente chamada por nós colunistas do espaço como JBF). Em ambos espaços o seu detentor dedica-se a escrever não apenas sobre música, mas também sobre as distintas  paixões que permeiam a sua vida, tal qual a fotografia, uma predileção herdada do seu, o fotógrafo e professor Mário Carvalho, fotógrafo do Departamento de Documentação e Cultura da Prefeitura do Recife. Como filho de fotógrafo, Paulo parece fazer jus ao legado do pai a partir de uma série de registros que ganharam as mais distintas finalidades, dentre elas a capa do álbum "Minha metade", do cantor e compositor pernambucano Maciel Melo. Como compositor, Paulo traz registros de sua autoria em álbuns de artistas diversos tais quais o do cantor e compositor Herbert Lucena (onde apresenta "Coco viajado" no álbum "Não me peçam jamais que eu dê de graça tudo aquilo que eu tenho pra vender"), a coletânea Pernambuco frevando para o mundo (onde assina a faixa "Ritual encantado") e Leda Dias ("Gosto de sal"). Aqui no Musicaria Brasil o multifacetado Paulo Carvalho apresentará em sua coluna aquilo que já vem fazendo em espaços como os que mantém virtualmente nos últimos anos.



Xico Bizerra (xicobizerra@forroboxote.com.br) - Um dos mais representativos compositores nordestino da atualidade, Xico nasceu na serra do Crato, na fronteiro entre Ceará e Pernambuco e traz em seu gene autoral toda uma gama de influências que perpassam pela natureza agreste do sertão que ainda o habita e pela obra dos grandes nomes da música tal qual Luiz Gonzaga, Zé Dantas e Humberto Teixeira, a santíssima trindade do gênero que predomina em suas composições e registros fonográficos desde o ano de 2000, quando passou a gravar discos independentes sob o título de Forroboxote. Hoje, anos após o primeiro volume, a exitosa série já conta com dez distintos volumes, sendo o mais recente "Luar Agreste no Céu Cariri", um registro da parceria do poeta cratense com o saudoso e insubstituível Dominguinhos. Autor de livros infantis e do livro de crônicas "Breviário lirico de um amor maior que imenso", Xico vem dando os toques finais em mais um projeto fonográfico regido por valsas e canções. Aqui no Musicaria Brasil, Xico Bizerra uma coluna homônima a que ele já assina no JBF. "Canções de Xico", apresentará semanalmente histórias das composições criadas ao longo de todos estes anos em que o artista vem se dedicando a tal ofício sempre às sextas-feiras. Uma ressalva: o poeta cratense troca qualquer adjetivo que o classifique por um substantivo que o faz maior: avô. Avô de Bernardo, uma das matrizes de sua inspiração atualmente. Inspiração esta que pode ser vista e ouvida em seu mais recente projeto "Valsas, canções e tudo que há". É válido o registro de que toda a obra anda disponível do autor pode ser adquirida a partir do site Forroboxote.

0 comentários:

LinkWithin